Para Zeca do PT, Marina diz "besteiras" sobre Pantanal

O governador de Mato Grosso do Sul, Zeca do PT, classificou como "besteiras" as declarações da ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, contrárias ao projeto de instalação de usinas de álcool na região próxima ao Pantanal.O governador - que não recebeu a ministra, na terça-feira - fez uma defesa veemente do projeto, disse que não vai retirá-lo da Assembléia Legislativa e acusou Marina de não conhecer a região."A Marina tem uma visão ´amazônica´ do meio ambiente. Antes de ela vir aqui e falar besteira, ela devia conhecer o Pantanal para não cometer erros", disse o governador.Zeca do PT disse que a ministra não devia se envolver em um debate que não conhece. "Se ela conhecesse, não seria a primeira a conspirar contra o projeto Pantanal", afirmou.O projeto, um empréstimo do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para investimento na conservação do Pantanal, foi encerrado pelo ministério por falta de recursos federais para contrapartida exigida.Zeca do PT diz que o projeto autorizando as usinas foi um "pleito legítimo de uma parcela grande dos prefeitos da região" e foram tomados os "procedimentos normais e democráticos no encaminhamento da proposta" à Assembléia.Deputados do próprio partido do governador são contrários à proposta e reclamam da falta de análise de impacto ambiental, por exemplo. "A proposta é tão ruim que define uma rodovia como limite entre a área em que pode e não pode haver construção de usinas. E se a rodovia mudar de lugar, o limite muda também?", criticou o deputado Semy Ferraz.Zeca do PT afirma que não vai retirar o projeto da Assembléia. "Seria reconhecer uma coisa contrária a minha convicção", afirmou.Entre os cinco maiores doadores oficiais de sua campanha ao governo, em 2002, três são usinas de álcool e uma é distribuidora de combustíveis. Esta é a terceira vez que o governador tenta aprovar a mudança na lei.A Comissão de Constituição e Justiça da Assembléia, no entanto, deve declará-la, na quarta-feira, inconstitucional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.