Parem as guerras, pede Papa Francisco em apelo de ano-novo

Pontífice desviou de texto preparado durante o primeiro discurso do ano no Vaticano

PHILI, Reuters

01 Janeiro 2014 | 13h05

O Papa Francisco fez um discurso fervoroso de Ano Novo pela paz nesta quarta-feira, dizendo que o coração da humanidade parece ter se extraviado e que muitas pessoas ainda estão indiferentes à guerra, à violência e à injustiça.

O pontífice, que escolheu seu nome papal tendo como inspiração São Francisco de Assis, o santo que é o mais associado à paz, solicitou que o mundo ouça "o pedido pela paz" proveniente das pessoas que estão sofrendo.

"O que está acontecendo nos corações dos homens? O que está acontecendo no coração da humanidade?", disse ele a dezenas de milhares de pessoas na Praça de São Pedro, no dia em que a Igreja Católica Romana celebra seu Dia Mundial da Paz.

"É hora de parar!", disse, desviando de seu texto preparado.

Francisco falou da janela do Palácio Apostólico, com visão para a Praça de São Pedro, que os papas tradicionalmente utilizam para seus discursos.

Ao contrário de seus antecessores, o Papa Francisco não usou o apartamento espaçoso que se encontra atrás da janela desde sua eleição em março, evitando a pomposidade e preferindo viver em pequenos aposentos na casa de hóspedes do Vaticano.

Mais conteúdo sobre:
FRANCISCOAPELOANO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.