Jean-Paul Pelissier/Reuters
Jean-Paul Pelissier/Reuters

Parlamento francês dá passo importante para aprovação de casamento gay

Deputados aprovam cláusula de projeto de lei que elimina 'sexo oposto' como condição para o casar

Emile Picy e Marine Pennetier, Reuters

02 Fevereiro 2013 | 16h07

PARIS - O parlamento francês aprovou neste sábado uma importante cláusula do projeto de lei para permitir o casamento homossexual e outorgar aos casais gays o direito de adotar crianças.

Por 249 votos a favor e 97 contra, os deputados aprovaram a cláusula que elimina o sexo oposto como condição para o direito ao casamento.

O projeto de lei, a primeira grande reforma da presidência de François Hollande, provocou grandes protestos.

Centenas de milhares de pessoas se concentraram na Torre Eiffel, em Paris, no mês passado, para protestar contra o plano.

A aprovação da cláusula-chave desencadeou uma nova onda de protestos em várias cidades francesas neste sábado.

Em Paris, cerca de mil pessoas segurando cartazes dizendo "Todos nós nascemos de um homem e uma mulher" se reuniram perto do monumento dos Inválidos, não muito longe do prédio do Parlamento, algumas horas após a votação.

Manifestantes na cidade de Lyon se reuniram em frente a prefeitura para expressar sua oposição ao casamento de pessoas do mesmo sexo, mas também a reprodução assistida e barriga de aluguel, que não estão incluídas no projecto de lei.

Mais de 5.000 emendas foram apresentadas ao projeto de lei que os deputados começaram a debater na terça-feira. O debate deve durar duas semanas.

Mais conteúdo sobre:
Casamento gay

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.