Reuters
Reuters

Pela primeira vez em 10 anos, ISS tem tripulação completa

Tripulação inclui dois russos, um americano, um canadense, um belga e um japonês; estação está 81% pronta

Associated Press,

29 de maio de 2009 | 14h12

A Estação Espacial Internacional (ISS) acaba de ter uma explosão populacional. Uma cápsula russa Soyuz levando três novos moradores ligou-se ao complexo orbital nesta sexta-feira, 29. Com três outros astronautas já a bordo da Estação para saudá-los, agora a ISS tem uma tripulação completa de seis pela primeira vez em seus dez anos de história.

 

Veja também:

linkNave russa Soyuz decola para missão histórica no espaço

link Obama nomeia ex-astronauta Bolden para comandar Nasa

link Astronautas liberam telescópio Hubble de volta ao espaço

link Obama ordena revisão dos planos da Nasa de ir à Lua

link Turismo espacial é cancelado até segunda ordem na Rússia

 

E mais, cada um dos principais parceiros da ISS está representado a bordo. A tripulação completa inclui dois russos, um americano, um japonês, um canadense e um belga.

 

"É um dia histórico. E também é um dia muito feliz por aqui". disse o recém-chegado canadense, Bob Thirsk. "Temos um incrível potencial para sucesso. Isto vai ser incrível. Vocês não viram nada ainda".

Quando o ônibus espacial Endeavour e sua tripulação de sete chegar à ISS dentro de algumas semanas, um total de 13 pessoas estarão a bordo, mas esse recorde populacional será provisório.

 

 A nave Soyuz havia partido do Casaquistão na quarta-feira, 27, e estacionou na ISS enquanto as duas naves voavam 350 quilômetros sobre a costa da China.

 

A Nasa espera que a produção científica a bordo da estação triplique. Até agora, com as tripulações de dois ou três astronautas apenas, os astronautas tinham de passar a maior parte do tempo apenas garantindo que todos os sistemas responsáveis por mantê-los vivos funcionassem.

 

Também haverá um ganho psicológico. Especialistas dizem que três não é um bom número para a tripulação, porque existe o risco de um dos astronautas se sentir isolado dos outros dois.

 

A primeira tripulação da ISS chegou ao espaço em 2000, dois anos depois de a primeira seção da estação ter sido lançada em órbita. Até hoje, nunca houve mais de três tripulantes permanentes, e depois do desastre do ônibus espacial Columbia, a ocupação da estação caiu para dois, por conta do período em que os ônibus espaciais ficaram no solo, passando por revisão de segurança.

 

A ISS desde então cresceu para nove cômodos, três deles, laboratórios completos, e agora está 81% completa. Há cinco quartos de dormir, dois banheiros, duas cozinhas e duas pequenas academias de ginástica.

 

Outro quarto e mais aparelhos de ginástica chegarão em agosto, e uma mesa de jantar grande o bastante para que todos os seis tripulantes possam comer juntos será lançada no início de 2010.

 

Esses grandes movimentos de carga terminarão, no entanto, quando os ônibus espaciais forem aposentados, no fim de 2010. A Nasa espera montar um grande estoque de peças sobressalentes a bordo da estação antes que isso aconteça.

 

A Nasa dependerá de naves russas para levar astronautas americanos à ISS até que sua nova geração de naves tripuladas, a Órion, fique pronta. Nesta sexta-feira, a agência espacial russa anunciou a assinatura de um contrato de US$ 306 milhões com a Nasa para levar astronautas à ISS em 2012.

Tudo o que sabemos sobre:
estação espacialisssoyuznasa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.