Pernambuco terá US$ 3 milhões para vacina de DNA contra dengue

?Queremos colocar o Brasil e, mais especificamente, Pernambuco, no mapa mundial da ciência, na busca por tecnologias de vacina de DNA?, disse Romulo Maciel Filho, diretor do Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães (CPqAM), de Pernambuco, ao comentar a liberação de US$ 3 milhões do National Institute of Health, dos Estados Unidos (NIH). Os recursos se destinam ao novo laboratório para desenvolvimento de vacinas de DNA contra dengue, que vem sendo preparado há cerca de 18 meses naquele centro. O CpqAM é uma unidade da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), localizada na capital pernambucana, e seu novo laboratório se insere num programa internacional, com duração prevista de 5 anos, do qual participam a Universidade de Johns Hopkins, de Baltimore, nos Estados Unidos, e a Universidade Nacional e Laboratório de Informações Técnicas, de Cingapura. Além de desenvolver vacinas, o programa prevê a criação de um sistema eletrônico de biovigilância epidemiológico para doenças hemorrágicas agudas.?Estamos trabalhando em parceria também com a Secretaria Municipal de Saúde, no monitoramento e coleta do material, que será usado no desenvolvimento da vacina?, continua Maciel Filho. Foram coletadas cerca de 60 amostras de sangue de pacientes, contaminados pelos 4 tipos de vírus da dengue, no último verão. Este material será usado para avaliar a resposta imunológica humana aos vírus, conforme procedimento já protocolado na respectiva comissão de ética. O laboratório de virologia terá como consultor o pesquisador brasileiro Ernesto Marques Júnior, da Universidade Johns Hopkins, e deve iniciar suas atividades em fevereiro de 2004. O CPqAM ainda está montando um Laboratório de Biossegurança Nível 3 (NB3), financiado pelo Banco Mundial e orçado em US$ 700 mil. O NB3 trabalhará com peste, hantavírus e tuberculose, servindo de apoio ao Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e do Ministério de Saúde.

Agencia Estado,

30 de setembro de 2003 | 17h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.