Pesquisa descobre ancestral terrestre da baleia

Cientistas dos EUA encontraram fósseis de animal do tamanho da raposa.

Helen Briggs, BBC

20 de dezembro de 2007 | 11h25

A baleia seria descendente de um animal pequeno, terrestre, que viveu há 48 milhões de anos, segundo pesquisadores americanos.Os pesquisadores encontraram fósseis na região da Caxemira, na Índia, que sugerem que o mamífero do tamanho de uma raposa é o ancestral de baleias e golfinhos.O estudo, publicado na revista Nature, sugere que o animal, chamado Indonyus, viveu principalmente sobre a superfície terrestre, mas que podia mergulhar para escapar de predadores.As baleias são descendentes de animais terrestres, mas o "elo perdido", o animal que teria dado origem a elas, era um mistério até esta descoberta."Encontramos o parente mais próximo já extinto das baleias e ele é mais próximo (à baleia) do que qualquer parente vivo", disse o chefe da pesquisa, professor Hans Thewissen, do Departamento de Anatomia do Colégio de Medicina da Universidade Northeastern de Ohio, Estados Unidos.Apesar de o Indonyus não se parecer em nada com uma baleia, o animal tinha algumas características anatômicas iguais às do maior mamífero do mundo.As estruturas de seu crânio e orelha são semelhantes às das primeiras espécies de baleias e, como outros animais que passavam muito tempo na água, o Indonyus tinha ossos densos, responsáveis pelo lastro necessário para manter os pés equilibrados em águas rasas.HipopótamoO Indonyus pertence a uma antiga ordem de mamíferos que tinham dois ou três dedos nos pés. Entre os representantes modernos deste grupo estão o camelo, o porco e o hipopótamo.Estudos do DNA mostram que os hipopótamos têm, na verdade, parentesco com as baleias modernas. Eles não aparecem nos registros de fósseis até cerca de 15 milhões de anos atrás, cerca de 35 milhões de anos depois da origem dos cetáceos (baleias, botos e golfinhos) no sul da Ásia.Isto levou o professor Thewissen e sua equipe a procurarem por um ancestral ainda mais antigo, terrestre, que preencheria algumas lacunas do conhecimento a respeito do caminho evolutivo seguido pela baleia da terra até o mar.Depois de observarem dentes e fragmentos de ossos da mandíbula encontrados pelo geólogo indiano A Ranga Rao há 25 anos, Thewissen conseguiu amostras de rocha da coleção particular do geólogo.Estas amostras continham os fósseis completos do Indonyus, incluindo crânio e ossos das pernas.DentesAnálises dos fragmentos dos dentes do animal sugerem que ele passava grande parte do tempo na água.Alguns pesquisadores pensavam que o ancestral da baleia foi para a água para se alimentar de peixes, mas as últimas provas sugerem outra possibilidade."O novo modelo mostra que inicialmente eles eram animais pequenos, parecidos com o cervo, que foram para a água para fugir dos predadores. Então eles começaram a viver na água, e, depois, mudaram a dieta para se transformarem em carnívoros", disse Thewissen à BBC.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.