LUIS ADOLFO/UFTM
LUIS ADOLFO/UFTM

Pesquisadores expõem fóssil de rã que viveu há 70 milhões de anos em Uberaba

Fóssil da espécie 'Uberabatrachus carvalhoi' foi encontrado em 2002, em um bloco de rocha agrupado com restos de um dinossauro

RENE MOREIRA, ESPECIAL PARA O ESTADO

22 Maio 2015 | 18h42

O fóssil de uma rã que habitou a zona rural de Uberaba, Minas Gerais, há 70 milhões de anos foi apresentado nesta sexta-feira, 22, no Complexo Cultural e Científico de Peirópolis, na região. O fóssil da espécie Uberabatrachus carvalhoi foi encontrado em 2002, em um bloco de rocha agrupado com restos de um dinossauro.

Essa espécie de rã media cerca de 8 centímetros de comprimento, tinha cabeça grande, curta e larga. Vivia em lagoas e córregos e se alimentava de pequenos insetos, larvas e outros invertebrados.

Ao lado do fóssil, os pesquisadores apresentaram uma reprodução de como ela seria.

Mais conteúdo sobre:
Uberaba

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.