Pessoas casadas são mais saudáveis, diz pesquisa

Pessoas casadas são em geral mais saudáveis que outros adultos. A única exceção é a tendência de os maridos acumularem alguns quilos a mais, diz o Centro Nacional de Estatísticas de Saúde dos Estados Unidos. O relatório do Centro, resultado de entrevistas com mais de 250.000 pessoas, não especifica as causas da saúde superior dos casados, mas a estatística Charlotte Schoenborn diz que há duas teorias principais.Uma é de que o casamento protege a saúde. Por exemplo, os membros de casais casados compartilham recursos econômicos, trocam apoio psicológico e social e estimulam comportamentos saudáveis um no outro. A segunda hipótese é a da seleção conjugal, "a teoria de que pessoas saudáveis se casam e ficam casadas, enquanto que pessoas menos saudáveis ou ficam solteiras ou têm mais chance de separação, divórcio ou viuvez"."No geral, a associação entre casamento e saúde permanece em todas as classes sociais, níveis de educação, local de nascimento e etnia", disse ela. "No geral, adultos casados têm menos probabilidade de sofrer problemas de saúde e de adotar comportamentos perigosos para a saúde, com a notável exceção de ganhar peso", segundo Schoenborn.Cerca de 70,6% dos maridos americanos têm excesso de peso ou são obesos, contra 65,1% dos homens americanos em geral. No entanto, pessoas casadas têm 18,8% de probabilidade de acender um cigarro, contra 22,9% dos adultos em geral. Os fumantes mais prováveis são os que vivem informalmente com um parceiro (38,4%), e os divorciados e separados (34,7%).

Agencia Estado,

15 de dezembro de 2004 | 18h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.