Petrobras é chamada para ajudar a conter vazamento em MG

A governadora Rosinha Matheus disse hoje em Angra dos Reis que a Petrobras já foi acionada para auxiliar na contenção do vazamento de detritos químicos em Cataguazes, cidade mineira que faz divisa com o Rio. Ela afirmou que a Petrobras possui equipamentos para sugar parte dos 1,6 bilhão de litros que vazaram da Matarazzo Papel e Celulose. Mais de 20 milhões de litros de uma mistura química, usada na fabricação do papel vazou e contaminou a água do rio Pomba, que abastece o município, de cerca de 70 mil habitantes.Pelo menos sete municípios de Minas e do Rio, segundo ela, foram atingidos e o governo do Estado colocou carros para abastecimento de hospitais e escolas na região. Ainda segundo ela, a equipe de Defesa Civil do Rio está em Minas para dimensionar o problema ocasionado por uma quebra de barreira. "É um desastre imenso", disse a governadora.

Agencia Estado,

31 de março de 2003 | 15h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.