PF prende quadrilha que traficava animais

A Polícia Federal desbaratou uma quadrilha especializada no tráfico internacional de animais, numa operação denominada Trinca-Ferro. Em buscas realizadas por 65 policiais, auxiliados por 15 fiscais do Ibama, foram apreendidos 2 mil animais, a maioria aves, no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. Nove pessoas foram presas, quatro delas no Rio Grande do Sul.Em Alvorada, na região metropolitana de Porto Alegre, os policiais encontraram um depósito com 69 pássaros presos e um porta-malas de um automóvel com fundo falso, para transporte dos animais. No Rio Grande do Sul, também houve apreensões em Porto Alegre, Gravataí e Santa Rosa.A investigação começou em março, no Estado, mas logo ampliou-se para outras regiões porque foram descobertos focos do mesmo esquema em Balneário Camboriú, Itajaí e Itapema (SC), Curitiba, Campinas (SP) e Belo Horizonte.Entre os animais capturados no Brasil estavam sagüis, tartarugas, tucanos, cardeais, araras e canários, que eram levados para a Argentina e repassados aos Estados Unidos e a países da Europa. As cotações chegavam até a US$ 30 mil para alguns exemplares raros.O comandante do Policiamento Ambiental da Região Metropolitana (de Porto Alegre), Rodrigo Santos, disse que a mortalidade no transporte de animais silvestres é alta, de oito em cada dez exemplares.

Agencia Estado,

15 de dezembro de 2005 | 13h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.