Pingüins do zôo de São Francisco pressentiram tremor no México

Os 52 pingüins do zoológico de São Francisco, EUA, que desde 24 de dezembro não saíam da água, adotaram essa atitude porque pressentiam que haveria um terremoto, afirmou hoje o jornal Los Angeles Times. Na semana passada, a televisão local e uma rede nacional se perguntavam o motivo da atitude dos pingüins, e a respostafoi dada hoje pelo jornal de Los Angeles após a zona centro-ocidental do México ser abalada esta noite por um terremoto de 7,6 graus na escala Richter, que matou 23 pessoas.O fato de os pingüins ficarem nadando não tem nada de especial, mas não pararem de fazê-lo durante três semanas chamou a atenção dos funcionários do zoológico no Golden Gate Park. O diário californiano ressaltou hoje que ninguém havia ainda se dado conta de que os pingüins poderiam pressentir os abalos sísmicos.

Agencia Estado,

22 de janeiro de 2003 | 15h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.