Placa de 18 km2 se solta geleira gigante no norte Canadá

Em um evento consistente com o aquecimento global, a planície glacial desprendeu-se na última semana

AP,

29 de julho de 2008 | 18h46

Autoridades informam que uma placa de gelo de cerca de 18 quilômetros quadrados se desprendeu da maior geleira remanescente do Canadá na semana passada.   O pesquisador Derek Mueller, da Trent University, disse que não se surpreenderá se mais gelo se soltar da Placa de Gelo Ward Hunt, uma vasta planície congelada ao norte da Ilha Ellesmere.   Em um evento consistente com as teorias sobre o aquecimento global, a gigantesca planície desprendeu-se em algum momento da última semana e começou a vagar pelo Oceano Ártico. A peça foi parte da placa por 3.000 anos.   Uma rachadura da placa havia sido identificada pela primeira vez em 2002. Na última primavera, uma patrulha dos Rangers Canadenses determinou que a fissura havia se expandido em uma extensa rede de rachaduras, algumas com 40 metros de largura e 18 quilômetros de comprimento. A seção dominada pelas rachaduras era como um enorme quebra-cabeça, com cada peça mantida no lugar apenas pela pressão das demais.   Formadas pela acumulação de neve e pelo congelamento de água, placas de gelo são enormes plataformas espessas que flutuam sobre o oceano. a Ilha Ellesmere já foi totalmente cercada por uma única placa gigante, que se rompeu no início do século XX.   Com 440 quilômetros quadrados, Ward Hunt é a maior das remanescentes dessa placa original.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.