Placa na paraíso ecológico do Rio: cuidado! jacarés

A partir da semana que vem, a Fundação Estadual de Engenharia de Meio Ambiente (Feema) vai colocar placas na Ilha Grande, paraíso ecológico do sul fluminense, para alertar aos turistas e moradores quanto à existência de jacarés na região. Os bichos estão se reproduzindo e vêm assustando quem freqüenta as praias de Palmas e Lopes Mendes, duas das mais freqüentadas pelos veranistas.De acordo com ambientalistas, um casal de filhotes jacarés foi levado para a ilha em 1997, por um casal alemão que queriaafugentar possíveis invasores de sua casa. Desde então, os répteis vêm se proliferando. O número de exemplares é controverso: há moradores que contabilizam dez deles; já a Feema calcula que existam em torno de cem.Os jacarés costumam ficar nas lagoas de Palmas e Lopes Mendes, mas muitas vezes se locomovem em busca de alimento e acabam se chegando perto dos seres humanos. Em dezembro, um deles, com dois metros de comprimento, foi capturado por bombeiros na região de Palmas. No mesmo mês, outro foi visto na praia de Lopes Mendes.Técnicos da Feema e do Instituto Estadual de Florestas (IEF) estiveram ontem na ilha para começar a fazer um levantamentodos jacarés encontrados e também para decidir onde serão instaladas as placas, que terão o desenho do animal com palavras de advertência.Representantes da Feema, do IEF, do Batalhão Florestal e da Prefeitura de Angra formaram um grupo de trabalho para estudar aquestão. Eles vão decidir se os animais serão mantidos lá ou levados para outro lugar. Por enquanto, eles deverão ficar onde estão.Ainda não se sabe se os animais são da espécie jacaré-açu, cujo habitat natural é a Amazônia, ou da jacaré-do-papo-amarelo,comum no Rio de Janeiro, mas não na Ilha Grande. A bióloga Márcia Mocelin, especialista em répteis da Fundação Rio Zôo, explicou que eles não são violentos e só atacam humanos quando se sentem ameaçados. ?Os jacarés defendem muito os ninhos. Portanto, em época de reprodução, eles podemser agressivos?, disse. Segundo Márcia, os jacarés-açu chegam a medir até seis metros de comprimento e pesar até 300 quilos. Já os jacarés-de-papo-amarelo atingem quatro metros e 100 quilos.

Agencia Estado,

15 de janeiro de 2004 | 17h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.