Reuters
Reuters

Plutão tem 2 km de diâmetro a mais do que cientistas imaginavam

Diferença parece pequena, mas altera a compreensão da densidade do planeta-anão; previsão da Nasa é que nave New Horizons faça sobrevoo na manhã desta terça-feira

Agências Internacionais

13 Julho 2015 | 17h11

Plutão é um pouco maior do que os cientistas imaginavam. É o que revelam as primeiras informações transmitidas pela nave New Horizons, da Agência Aeroespacial dos Estados Unidos (Nasa, na sigla em inglês), que se aproxima do planeta-anão, o objetivo final da empreitada.

De acordo com imagens enviadas, Plutão possui diâmetro de 2.370 quilômetros, com uma margem de erro de 20 quilômetros. Até então, a distância estimada entre um polo e outro do planeta-anão era de 2.368 quilômetros, sendo observada a mesma margem de erro. Esses dois quilômetros de diferença no diâmetro pode parecer pouco, mas alteram a compreensão da densidade do corpo celeste.

De acordo com o investigador principal da missão da Nasa, Alan Stern, "a pequena mudança no diâmetro demonstra que o planeta-anão é menos denso do que pensávamos". "Provavelmente há mais gelo no solo de Plutão do que estimávamos. A detecção do tamanho de Plutão reafirma que o planeta-anão é o maior objeto conhecido no Cinturão de Kuiper."

O sobrevoo da New Horizons por Plutão deverá ocorrer nesta terça-feira, 14, pela manhã.

Mais conteúdo sobre:
PlutãoNasaNew Horizons

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.