Polícia apreende 169 pássaros silvestres em casa no Rio

A Polícia Militar apreendeu nesta quarta-feira à tarde 169 aves silvestres em uma casa do bairro da Tijuca, na zona norte do Rio. As aves estavam em gaiolas e viveiros. José Mauro Pires da Nóbrega, proprietário dos passarinhos, foi levado para a Delegacia do Meio Ambiente, em São Cristóvão, zona norte. Após prestar depoimento, foi liberado.Os policiais encontraram as aves - tucano, sabiás, bico-de-lacre, tico-ticos, melro, entreoutras - na casa de número 57, da rua Senador Mario Ramos, onde Nóbrega mora com a família.O delegado Marco Castro informou que Nóbrega não tinha licença para cuidar dos bichos. ?Uma pessoa que mantém em casa aves raras e silvestres, trabalha na venda desses animais.? Segundo ele, havia até filhotes, entre as espécies apreendidas.?Ele alegou que eram do pai dele, que já morreu?, disse o delegado.A advogada Fernanda Maria Lira Lemos, também moradora na Tijuca, foi levada à delegacia pelos policiais militares porque mantinha em casa seis micos. Castro disse que os animais vieram da Bahia para o programa de Reflorestamento da Floresta da Tijuca e capturados ilegalmente.Segundo o delegado, Fernanda e Nóbrega foram liberados porque para este tipo decrime (tráfico, venda e exposição ilegal de animais silvestres) não há pagamento defiança. Os dois deverão comparecer ao Juizado Especial Criminal, que vai decidir apena, variável de 6 meses a um ano de detenção.

Agencia Estado,

12 de março de 2003 | 19h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.