Polícia apreende carregamento de peixes ornamentais

A Polícia Federal do Pará prendeu nesta terça-feira em flagrante, no Aeroporto Internacional de Belém, o japonês Minoru Hoshi, quando ele se preparava para deixar o Brasil rumo ao Japão levando 34 caixas de isopor com centenas de peixes ornamentais, além de filhotes de pirarucu, tartaruga e siri, espécies proibidas por lei para fins de exportação.Entre a carga autorizada para embarque em nome da firma R. F. Moraes havia também 77 espécies de peixes comestíveis, como tucunaré, bagre, dourado, pacamon, arraia, moréis e jacunda.Minoru, levado para a sede da Polícia Federal, foi enquadrado na Lei de Crimes Ambientais, que prevê pena de detenção de seis meses a um ano e multa de R$ 38.500,00.O gerente-executivo do Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em Belém, Marcílio Monteiro, foi quem comunicou a saída do Brasil do japonês com os peixes, após receber denúncia anônima.

Agencia Estado,

06 de maio de 2003 | 23h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.