Policia apreende mais de 700 pássaros silvestres na Bahia

A Policia Rodoviária Federal prendeu nesta quinta-feira 15 traficantes de animais silvestres e apreendeu 706 pássaros que estavam sendo vendidos em vários municípios da Bahia. O maior número de animais foi encontrado dentro de um caminhão-baú a serviço da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (EBCT) próximo à fronteira da Bahia com Minas Gerais. Conforme a polícia, 564 pássaros estavam acondicionados em gaiolas no baú do caminhão que deveria transportar encomendas dos Correios e estava lacrado pela empresa.Denominada Operação Chico Mendes, os policiais rodoviários fizeram apreensões, entre outros, nos municípios de Itati, Feira de Santana e Milagres. Os traficantes costumavam vender os pássaros nas margens das rodovias mais movimentadas da Bahia a BR-324, BR-101 e BR-116. Em Itati, além de pássaros, também foram encontrados jabutis. Já no município de Milagres, os traficantes haviam arrancado penas de periquitos para vendê-los como papagaios cujo preço é mais caro (segundo um dos presos ele cobrava entre R$ 50 a R$ 100 por cada papagaio).Ao tomar conhecimento da apreensão do caminhão-baú a gerência EBCT em Salvador informou que o veículo pertence à empresa terceirizada Rodoviário União, que teria sido contratada em Brasília. A EBCT disse que vai abrir uma sindicância para apurar a participação da União no tráfico de animais.

Agencia Estado,

02 de junho de 2005 | 21h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.