Polícia apreende pássaros que eram maltratados em SP

A Polícia Ambiental de São Paulo apreendeu neste sábado cerca de 30 pássaros silvestres, na zona sul da capital paulista. Por meio de denúncia anônima, os soldados chegaram a uma avicultura na Rua Brejo Verde, na região do Brooklin Novo. A acusação dava conta de que o responsável, além de comercializar ilegalmente os pássaros, praticava maus-tratos contra os animais. Para se ter uma idéia, os patrulheiros encontraram pássaros pretos que foram desbotados com o uso de água sanitária. O proprietário do estabelecimento, identificado como Luís Carlos Lopes de Oliveira, disse que fazia isso para enganar os interessados. Ele alegava que aquela espécie de pássaro era rara. Entre os animais há também duas araras. O dono da avicultura e as gaiolas com os pássaros estão sendo levadas para o 96.º Distrito Policial do Brooklin, onde a ocorrência será registrada.Além de ser multado em R$ 7,5 mil, Luís Carlos será autuado por crime ambiental, mas poderá responder ao processo em liberdade mediante o pagamento de fiança.

Agencia Estado,

19 de abril de 2003 | 11h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.