Poluição mata 3 milhões de crianças por ano

A poluição, seja do ar, da água ou de alimentos, está matando 3 milhões de crianças por ano no mundo. A constatação é da Organização Mundial da Saúde (OMS), que publica nesta quinta-feira um atlas sobre os problemas ambientais e suas conseqüências para a saúde das crianças. No Brasil, um dos dados mais significativos é a constatação de que em 27% das casas usa-se combustíveis sólidos para a cozinha, prática considerada inadequada e prejudicial à saúde daqueles que vivem nessas residências. A taxa de uso de combustíveis sólidos no Brasil é bem menor que na Ásia ou África, onde se registra até 75% das casas usando materiais como madeiras, carvão ou o próprio lixo para cozinhar. Mesmo assim, a prática ainda é bastante superior do que em países como a Dinamarca, Argentina ou Canadá, onde menos de 5% das casas usam esse tipo de combustível. Na avaliação da OMS, esses materiais causam fumaças que podem gerar pneumonia e outras doenças respiratórias. Em geral, 15% das mortes de crianças até 5 anos ocorrem por infecções respiratórias, muitas delas agravadas pela poluição. Fora de casa, a poluição do ar gera todos os anos 24 mil mortes de crianças.

Agencia Estado,

24 de junho de 2004 | 05h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.