Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Potencial de energia com biomassa supera Itaipu

O Brasil tem um potencial de geração de energia com biomassa estimado em 13,5 mil megawatts, mais do que a atual capacidade instalada da hidrelétrica de Itaipu (12,6 mil MW). O volume leva em conta os diferentes tipos de resíduos. Entre eles, o principal é a cana, responsável por até 4 mil MW, segundo avaliação da secretária-executiva do Centro Nacional de Referência em Biomassa (Cenbio), Suani Teixeira Coelho.Ela destaca a importância de empreendimentos com biomassa para levar energia elétrica para comunidades isoladas. Atualmente, segundo Suani, o Cenbio está desenvolvendo cinco projetos de geração de energia elétrica em comunidades isoladas. "Estamos trabalhando no Amazonas, no Ceará e no Pará", conta ela. O Cenbio trabalha diferentes tipos de resíduos, como madeira e casca de arroz.De acordo com a secretária, os projetos em comunidades isoladas não visam apenas a geração de energia, mas também o desenvolvimento sustentável do local. "Não adianta apenas ter o sistema de geração. A comunidade tem de ter receita para operar depois e usar a energia para o desenvolvimento", comenta.Energia renovávelO uso de biomassa é importante por vários fatores. "A biomassa é energia renovável, tem impactos ambientais menores e menos emissão de carbono, o que é uma vantagem em relação ao efeito estufa", explica. Outro fator é que a co-geração de energia com biomassa está sempre ligada a uma produção agrícola. "Consequentemente, isso reflete na geração de emprego."Levantamento da União da Agroindústria Canavieira de São Paulo (Unica) aponta a existência de 40 projetos de co-geração de energia a partir da queima do bagaço-de-cana, à espera de definições do governo federal.O Cenbio foi criado em 1996, por meio de um convênio entre o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), a Secretaria de Energia do Estado de São Paulo, a Universidade de São Paulo (USP) e o Biomass Users Network do Brasil. Foi instituído com a finalidade de promover o desenvolvimento das atividades de pesquisa e divulgação de informações científicas, tecnológicas e econômicas para fins energéticos.

Agencia Estado,

11 de março de 2004 | 15h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.