Prefeitura criará duas novas Áreas de Proteção Ambiental em São Paulo

Em meio à enorme devastação da cobertura vegetal da cidade de São Paulo, uma boa notícia: a Prefeitura vai criar mais duas Áreas de Preservação Ambiental (APAs) na cidade: uma na zona leste e outra na sul. Juntas, terão cerca de 112 quilômetros quadrados de mata preservada. Os projetos de lei que criam as duas APAs serão enviados à Câmara nas próximas semanas. Na década passada, houve devastação equivalente a 34 Parques Ibirapueras. A APA Cabeceira do Aricanduva, na zona leste, abrange uma área de 31,7 quilômetros quadrados na região de São Mateus. A área, remanescente de mata atlântica, abriga a cabeceira do Rio Aricanduva, que nasce em São Paulo. A outra área de preservação será a do Bororé, no extremo sul da cidade. Com cerca de 80 quilômetros quadrados, inclui um pedaço da Represa Billings e a península do Bororé, mais conhecida como Ilha do Bororé. Nesse caso, a área total ainda está sendo analisada pelo governo.Leia a reportagem completa em O Estado de S. Paulo.

Agencia Estado,

28 de agosto de 2003 | 10h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.