Primeiro reator termonuclear será construído na França

Os países participantes do projeto Iter, reunidos nesta terça-feira em Moscou, decidiram que o primeiro reator termonuclear experimental será construído na localidade de Cadarache, no sudeste da França, informou a agência oficial russa Itar-Tass. O anúncio foi feito por uma fonte da delegação russa durante a reunião dos representantes de Rússia, Estados Unidos, União Européia (UE), China, Japão e Coréia do Sul.O projeto Iter estava parado há mais de três anos porque os países e organizações participantes não tinham conseguido chegar a um acordo sobre sua localização. A Rosatom, Agência russa para a Energia Atômica, informou que o país-sede do reator deve arcar com 50% das despesas de construção e exploração, enquanto os demais participantes contribuem cada um com 10% do projeto, avaliado em US$ 13 bilhões.Criado no âmbito da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), o projeto Iter é o mais importante programa de cooperação científica internacional depois da Estação Espacial Internacional (ISS).A energia termonuclear é uma das alternativas mais confiáveis para a humanidade enfrentar a crise energética inevitável quando se esgotarem no planeta as reservas de combustíveis convencionais, como petróleo, gás e carvão.O reator termonuclear se baseia na fusão nuclear, que é a energia gerada no Sol e nas estrelas, e surge como uma das tecnologias do futuro para gerar energia elétrica renovável, limpa e barata.Ao contrário das atuais usinas nucleares, os reatores termonucleares não produzem perigosos resíduos radiativos, mas liberam hélio, um gás inerte e inofensivo.

Agencia Estado,

28 de junho de 2005 | 06h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.