Primeiro transplante de língua e mandíbula é feito na Espanha

O transplante de terça-feira foi o oitavo envolvendo um rosto desde que a cirurgia foi desenvolvida em 2005

O transplante de terça-feira foi o oitavo envolvendo um rosto desde que a cirurgia foi desenvolvida em 2005, REUTERS

21 Agosto 2009 | 10h54

Médicos espanhóis completaram na terça-feira o primeiro transplante de língua e mandíbula do mundo, anunciou nesta sexta-feira o cirurgião Pedro Cavadas.  

 

linkPaciente que recebeu múltiplos transplantes morre, diz hospital

link Médicos dizem que transplante de rosto poderá virar rotina

 linkMédicos apresentam 1º mulher com transplante de face nos EUA 

 

O paciente de 43 anos, que perdeu a metade inferior do rosto durante o tratamento contra um tumor maligno há 11 anos, está se recuperando bem e pode receber alta em 10 dias, disse Cavadas em entrevista coletiva em Valencia.

O paciente, que não foi identificado, recebeu uma língua e uma mandíbula como parte de uma operação de transplante de rosto, a primeira realizada na Espanha.

"O paciente deve recuperar a capacidade de falar de forma inteligível, de engolir... Recuperar a sensibilidade na língua e no rosto", disse o cirurgião espanhol.

O transplante de terça-feira, o oitavo envolvendo um rosto desde que a cirurgia foi desenvolvida em 2005, foi particularmente complicado porque cirurgias anteriores tinham desativado veias, artérias e nervos normalmente conectados nessas operações, disse Cavadas.

(Reportagem de Emma Pinedo)

Mais conteúdo sobre:
CIENCIA TRANSPLANTE LINGUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.