Prisões devem reduzir desmatamento, diz ministra

A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, disse que o ritmo do desmatamento na Amazônia deve diminuir a partir de agora, com o desmonte da quadrilha que há 14 anos extraía madeira ilegalmente em Mato Grosso."Assim, queremos fazer com que o desmatamento no Mato Grosso, um dos maiores - representando 48% do desmatamento da Amazônia -, possa efetivamente cair neste ano", afirmou a ministra, referindo-se à Operação Curupira, que levou pelo menos 95 pessoas à prisão desde quinta-feira.Segundo Marina, estima-se que a quadrilha tenha retirado ilegalmente quase 2 milhões de metros cúbicos de madeira. A ministra afirmou, segundo a Agência Brasil, que esse era um dos maiores esquemas de corrupção envolvendo servidores públicos na Amazônia."Esses servidores foram todos exonerados, afastados, estão sendo punidos, alguns presos", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.