Proaves sugere presente ecologicamente correto para o Dia das Crianças

A Associação Brasileira para Conservação das Aves (Proaves) acaba de lançar 5 brinquedos de plush anti-alérgico, representando espécies brasileiras, como uma alternativa ecologicamente correta para o presente do Dia das Crianças. Até o Natal, 5 outras espécies também estarão disponíveis na loja virtual da organização não-governamental (ong). Os recursos arrecadados com as vendas serão destinados integralmente a projetos de pesquisa, educação ambiental e conservação da avifauna, mantidos pela entidade. A Proaves faz inventários e estuda a distribuição e hábitos de aves migratórias, de caça e coloniais, além de espécies que causam prejuízos à agricultura.As aves de brinquedo têm de 30 a 40cm, pesam cerca de 250g e representam as espécies mais conhecidas dos diversos ecossistemas brasileiros, algumas das quais estão na lista de ameaçadas de extinção. Das mais de 1.700 espécies de aves nativas, foram escolhidas a arara azul de Lear, uma das araras mais ameaçadas, cujos últimos grupos sobrevivem no sertão da Bahia, graças a projetos de fiscalização contra o tráfico e recuperação do habitat; o atobá mascarado, que se reproduz nas ilhas de Fernando de Noronha, Abrolhos e Atol das Rocas, mas também visita os rochedos costeiros do Rio de Janeiro e Santa Catarina; o marrecão, ave migratória do sul do continente, bastante conhecida nos banhados do Rio Grande do Sul; o Tuiuiú, ave símbolo do Pantanal e maior ave terrestre voadora do Brasil, e o guará, outra espécie ameaçada de extinção, típica de manguezais, que nos últimos anos ressurgiu em Cubatão, aproveitando a disponibilidade de alimento em bancos de lodo, ao lado de grandes indústrias.Entre os novos brinquedos, em fase de protótipo, estão o bem-te-vi, um dos pássaros mais comuns do país, presente inclusive nas zonas urbanas; o cisne do pescoço preto, que se reproduz no Rio Grande do Sul, e o tucanuçu, segundo informa a bióloga Simone Pereira Linares, da Proaves. ?Os outros dois ainda estão sendo definidos, com base nas preferências do público, que tende a optar pelas aves mais conhecidas?, diz. Todos os brinquedos vêm com um pequeno folder, com informações sobre a espécie, também disponíveis no site da ong, que frequentemente trabalha em parceria com o Centro de Pesquisa para a Conservação de Aves Silvestres do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Cemave-Ibama). Serviço: As aves de brinquedo da Proaves custam R$25,00 e estão à venda exclusivamente via Internet, no site www.proaves.org.br. As entregas são feitas pelo correio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.