Problema do lixo dos restaurantes é antigo

"Não é fácil resolver este problema de lixo em restaurantes, que é grave - e antigo", afirma Fernando Figueiredo, sócio da gestora de resíduos Ecosigma. Para melhorar o aproveitamento do lixo reciclável do Maní, diz Figueiredo, Helena Rizzo precisaria ter mais espaço para armazená-lo ou então procurar cooperativas que retirem o material duas ou três vezes por semana.

, O Estado de S.Paulo

28 Julho 2010 | 00h00

Figueiredo atribui boa parte da culpa pela má qualidade da coleta seletiva ao poder público, que não estimula a população a separar o lixo orgânico do reciclável e recolhe tudo junto. Com isso, um contamina o outro, o que dificulta a compostagem ou a reciclagem. Mas faz uma ressalva: "É preciso profissionalizar ONGs e cooperativas de catadores de lixo: 90% delas são semi-amadoras."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.