Problema técnico atrasa lançamento da nave espacial Atlantis

O problema técnico que forçou o adiamento envolveu dois dos quatro sensores no tanque de combustível

Reuters e AP,

06 de dezembro de 2007 | 14h52

A Nasa adiou o lançamento previsto para esta quinta-feira da espaçonave Atlantis, após descobrir um problema com um sensor no tanque de combustível, disseram autoridades. A próxima oportunidade para a espaçonave ser lançada em uma missão rumo à Estação Espacial Internacional é na tarde de sexta-feira, às 16h09 no horário local (19h09 em Brasília). O problema técnico que forçou o adiamento envolveu dois dos quatro sensores no tanque de combustível da espaçonave, que monitoram os níveis de hidrogênio líquido. A espaçonave usa mais de 2,273 milhões de litros de hidrogênio criogênico e oxigênio para a arrancada de 8,5 minutos até entrar em órbita. Os sensores são uma parte crítica do sistema de segurança sobressalente e fecham os principais propulsores da espaçonave assim que ela chega ao espaço ou se um problema ocorrer depois do lançamento. Se os propulsores continuarem a funcionar após o fim do suprimento de combustível, uma explosão pode ocorrer. A Nasa enfrenta uma série de problemas em sensores de tanques de combustível em meio às tentativas de continuar os vôos após o acidente com a Columbia, em 2003. A primeira missão após o Columbia, em 2005, foi atrasada em 13 dias devido a problemas nos sensores. Na carga da Atlantis está a principal contribuição da Agência Espacial Européia (ESA) para a estação, o laboratório Columbus,  um cilindro de 7 metros de comprimento e 4,5 metros de diâmetro.   O laboratório deverá funcionar por dez anos como uma base de pesquisas científicas no espaço. Ele já decolará com 2,5 toneladas de equipamento instalado, incluindo kits para pesquisas biológicas e um módulo para estudos dos efeitos do ambiente espacial na fisiologia humana.   A agência européia espera pacientemente pelo lançamento há mais de cinco anos. O lançamento planejado do Columbus foi adiado quando a Nasa manteve em terra sua frota de espaçonaves para melhorias de segurança após o desastre de 2003.     A Nasa está sob ordens do presidente dos EUA, George W. Bush, para concluir a construção da ISS e aposentar os ônibus espaciais até 2010. Contando o vôo do Atlantis, devem ocorrer ainda 12 viagens dessas naves para a estação, e uma ao Telescópio Espacial Hubble.

Tudo o que sabemos sobre:
ESPACOPROBLEMAATLANTIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.