Produtor britânico preso por roubo de sapos e lagartos

Conservacionista declarado e produtor de filmes premiado, Michael Linley assumiu a culpa, hoje, diante de um tribunal australiano, diante de 33 acusações de tentar contrabandear 187 sapos, répteis e insetos da Austrália. Mas não aceitou a acusação de sujeitá-los a crueldade.O produtor britânico foi preso no Aeroporto Internacional de Perth, no Estado de Western Australia, dia 20 deste mês, depois que funcionários aduaneiros encontraram os sapos, lagartos e cobras em suas malas. Eles acharam, também, ovos de 26 répteis e alguns insetos.Linley, produtor do programa inglês sobre vida selvagem, Survival, pode receber uma multa de US$ 87.000 por tentativa de contrabando. Como também assumiu a culpa por tentativa de remover animais da Austrália, em duas acusações, pode ser condenado a até 10 anos de prisão por cada uma delas.A acusação contou ao juiz que Linley, que já trabalhou para a National Geographic e escreveu vários livros sobre anfíbios, admitiu aos oficiais da aduana que sabia que sua ação era ilegal. O que não o impediu de encher a mala com 27 diferentes espécies de animais australianos, incluindo três baratas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.