Programa de florestas tem R$ 1,8 bi para 4 anos

O Programa Nacional de Florestas, lançado na quinta-feira pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, já tem R$ 1,8 bilhão liberados para os próximos quatro anos. O programa estabelece dois eixos: expansão da base florestal plantada em conjunto com a recuperação de áreas degradadas; e expansão da área de florestas naturais manejadas de forma sustentável, com a proteção dos ecossistemas de maior diversidade ecológica.O governo federal pretende, com o programa, agregar 15 milhões de hectares de florestas públicas ou privadas a essa atividade, para gerar 100 mil ocupações produtivas e incorporar 30 mil famílias à terra ? 20 mil em assentamentos florestais da reforma agrária.Pelo menos R$ 150 milhões serão investidos em capacitação, assistência técnica, pesquisa e desenvolvimento tecnológico, além de R$ 12 milhões que serão investidos no projeto para a Caatinga, em 160 municípios do semi-árido nordestino e do norte de Minas, em projetos de recuperação de mata nativa, corredores ecológicos produtivos e reflorestamento ? em especial nas margens do Rio São Francisco.Serão aplicados ainda R$ 10 milhões na recuperação de nascentes, através do Fundo Nacional do Meio Ambiente, e R$ 15 milhões na recuperação de 20 mil hectares de matas ciliares, pelo Programa Piloto de Proteção às Florestas Tropicais.

Agencia Estado,

06 de fevereiro de 2004 | 11h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.