Programa decifra emoções no sorriso de Mona Lisa

O sorriso mais famoso do mundo, de Mona Lisa, é uma expressão composta por 83% de felicidade, 9% de desprezo, 6% de medo e 2% de ira, afirmam pesquisadores da Universidade de Amsterdã, que submeteram a Gioconda de Da Vinci a um programa de computador que reconhece as emoções humanas.O estudo, relatado na New Scientist, não é o primeiro a tentar desvendar o enigmático sorriso. Ao longo de séculos surgiram várias teses e especulações sobre a obra-prima de Leonardo Da Vinci, que vão desde hipótese de a modelo estar grávida até a de ser, na verdade, o próprio multi-artista italiano em um auto-retrato muito especial.Mas o objetivo dos pesquisadores, na verdade, é testar e aperfeiçoar o programa de computador que pretendem usar na análise de fotos e imagens para diagnosticar distúrbios psíquicos. O trabalho foi liderado pelo professor romeno Nicu Sebe, da Universidade de Amsterdã, e teve a colaboração do norte-americano Tom Huang, da Universidade de Illinois.

Agencia Estado,

16 de dezembro de 2005 | 14h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.