Projeto de gerenciamento no Rio Jaguari ganha prêmio internacional

Um projeto de cobrança pela uso da água, aplicado voluntariamente pelo Consórcio Intermunicipal da Bacia Hidrográfica dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí, ficou entre os três finalistas do prêmio RE Source Award 2002, criado pela empresa de gestão de negócios RE Swiss, para estimular o gerenciamento de recursos hídricos no mundo. O Prêmio foi entregue ao presidente do Consórcio, José Roberto Fumach, na última segunda-feira, em Zurique, Suíça, em cerimônia que contou com a presença do secretário de Recursos Hídricos do Ministério do Meio Ambiente, João Bosco Senra. Desenvolvido na Sub-Bacia do Rio Jaguari, um dos formadores do Rio Piracicaba, o projeto foi o terceiro colocado entre 108 classificados e consiste no pagamento de R$ 0,01 por litro de água consumida nas cidades de Amparo, Holambra, Jaguariúna e Pedreira, através dos serviços de água e esgoto. Os recursos são revertidos para os programas de investimento do Consórcio, que incluem educação ambiental, reflorestamento de mata ciliar e combate às perdas nas redes de distribuição de água nos municípios.Segundo a assessoria do Consórcio, o esquema de cobrança pelo consumo de água é aplicado também nas sub-bacias dos rios Atibaia e Corumbataí. No entanto, o Jaguari é o manancial de melhor qualidade da Bacia do Piracicaba e o principal formador do Sistema Cantareira, que abastece a Região Metropolitana de São Paulo, o que aumenta a importância de ações preventivas para garantir a qualidade da água. Formado por 43 municípios e 36 empresas, o Consórcio Intermunicipal destinará o prêmio de US$ 15 mil para a unidade de gerenciamento da Sub-Bacia do Jaguari.

Agencia Estado,

19 de março de 2003 | 12h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.