PV propõe criminalização de responsáveis por acidentes envolvendo aves e aviões

A bancada do Partido Verde (PV) decidiu propor uma legislação de criminalização dos responsáveis pela criação ou manutenção de lixões ou outras atividades capazes de atrair aves, nas proximidades de aeroportos. A decisão foi tomada após reunião com representantes de empresas aéreas e do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). Segundo a entidade, apenas em 2003 já foram registrados 241 acidentes, envolvendo aves. A estatística do número de choques é bem maior, ainda de acordo com o Cenibra, pois a cada dez acidentes ocorridos, quatro ou cinco não são relatados, muitas vezes porque o impacto da ave só é descoberto durante a manutenção do avião, em solo.Em geral, as aves são tragadas pelas turbinas dos aviões, na fase de pouso ou decolagem, e o impacto pode causar panes ou mesmo derrubar a aeronave. Cerca de 40% dos casos envolvem urubus, sempre presentes nos lixões. No Nordeste, conforme a Infraero, dos 14 principais aeroportos pelo menos 12 têm lixões próximos. "Por isso vamos agir em duas vertentes, apresentando a proposta de criminalização dos responsáveis por esses acidentes e sugerindo medidas para transformar em aterros sanitários os lixões localizados perto de aeroportos ", explicou o líder do partido, José Sarney Filho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.