Quase 1 tonelada de lixo é tirada de praia em Salvador

Um total de 963 quilos de detritos entre plásticos, madeira, ferro, vidro, além de materiais curiosos como um carrinho de supermercado e até um boneco de vudu, foram retirados das águas da praia do Porto da Barra, uma das mais famosas de Salvador. A limpeza foi promovida pelo projeto Mergulho Ecológico Lixo Zero, realizado no último final de semana, pela quarta vez.A limpeza é feita em forma de competição para atrair o maior número possível de mergulhadores amadores e profissionais. Neste ano, 71 participaram. Eles conseguiram recolher 400 quilos de ferro, 190 de plástico, 50 de madeira, 40 de vidro, entre outros tipos de detrito. Os mergulhadores se declararam revoltados com a "falta de consciência" das pessoas que insistem em jogar todo tipo de material no mar.Uma parte do lixo ficará exposta na praça do Porto da Barra, compondo uma "instalação" do artista plástico Gilson Cardoso. A idéia é alertar a população sobre a poluição desenfreada no local. A organização não-governamental Lixo Zero que promoveu o mergulho ecológico, distribuiu 20 prêmios para os mergulhadores, sombreiros para os vendedores ambulantes e sacos de lixo para os freqüentadores da praia onde Tomé de Souza aportou em março de 1549 para fundar Salvador.

Agencia Estado,

28 de janeiro de 2002 | 20h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.