Redesenhando a Paisagem

Um documentário de 11 minutos, explicando de forma simples o que é um corredor ecológico e qual a importância de garantir a circulação das espécies entre os ecossistemas do Cerrado e do Pantanal, é a mais nova arma da entidade ambientalista Conservation International (CI), para promover a conservação da biodiversidade na região Centro-Oeste. O lançamento ocorreu hoje (3/4), no Centro de Visitantes da Reserva Ecológica do Parque dos Poderes, no Mato Grosso do Sul.O vídeo "Redesenhando a Paisagem", assinado por Haroldo e Flávia Castro, ambos da CI, mostra as conexões dos dois grandes ecossistemas e a grande interdependência das plantas e animais neles existentes. Muitos dos rios, que regulam o fluxo da vida no Pantanal, por exemplo, nascem no Cerrado e os danos ambientais provocados nas nascentes têm reflexos importantes em toda a extensão das bacias."Tudo o que for feito de certo ou errado no Cerrado, por ser um ponto mais alto, tem conseqüência sobre o Pantanal", afirma Paulo Gustavo Prado, da CI-Brasil. "Se o Cerrado não for preservado, o risco de afetar o outro bioma é enorme".O corredor em formação é um mosaico de terras com os mais variados usos (de parques e reservas até áreas com atividades controladas), gerenciadas de maneira integrada, de forma a garantir a livre circulação do maior número possível de espécies entre os diferentes fragmentos. Isso é importante para a manutenção da diversidade genética das populações de plantas e animais, normalmente prejudicadas pelo isolamento, quando as áreas de vegetação intacta ficam ilhadas por pastagens e terras cultivadas ou cidades.A conexão entre os fragmentos nativos pode ser feita através de Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs), planejadas de forma a preservar trilhas de animais ou possibilitar a dispersão de sementes de árvores de um fragmento para outro. Também depende de pequenas atividades, como a colocação de redes ou passagens em uma estrada, para os animais atravessarem as rodovias sem risco, e a utilização correta dos recursos naturais ou a agricultura orgânica.O programa de conscientização da CI-Brasil sobre estas alternativas para constituir o Corredor Cerrado-Pantanal já vem atingindo produtores e autoridades da região desde 1999, e ganha novo impulso com o documentário, que deverá ser exibido em escolas, eventos organizados por organizações não governamentais (ongs) e em programas de TV. A produção é uma parceria com o Instituto de Meio Ambiente Pantanal (IMAP - SEMACT), do Governo Estadual de Mato Grosso do Sul, e contou com o financiamento do Projeto GEF Alto Paraguai da Agência Nacional de Águas (ANA), Fundo Ambiental Global (GEF), Programa das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente (PNUMA) e Organização dos Estados Americanos (OEA).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.