Região russa fica em estado de emergência por incêndios

República de Altai está em alerta em pelo menos 15 distritos

Efe

09 Setembro 2010 | 10h41

MOSCOU - O governador da região russa da República de Altai, Alexander Karlin, declarou nesta quinta-feira estado de emergência em quinze distritos locais pela gravidade dos incêndios florestais.

 

"O estado de emergência foi declarado para prevenir a propagação dos incêndios em florestas e estepes", disse Karlin, em comunicado citado pelas agências russas.

 

O Governo regional aplicou esta medida depois que as chamas destruíram quase quinhentas casas na localidade de Nikolayevka na quarta-feira.

 

Karlin deu um prazo de três dias para a elaboração de um plano de ação para extinguir os incêndios, enfrentar os danos e auxiliar os desabrigados.

 

Segundo dados oficiais, foram declarados dois incêndios de grande magnitude e outros cinco menores nesta quinta-feira na região.

 

 

O maior dos incêndios queimou cerca de quatro mil hectares no distrito de Mijailovski.

 

Os cerca de 30 mil incêndios declarados na Rússia desde o início de junho mataram 60 pessoas, queimaram mais de um milhão de hectares de florestas e destruíram milhares de casas, segundo estatísticas do Ministério de Emergências.

 

Entretanto, de acordo com dados da organização ambientalista Centro de Conservação da Biodiversidade, a área de florestas arrasada pode chegar a 12 milhões de hectares.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.