Reino Unido aprova cultivo de milho transgênico

O governo britânico aprovou o cultivo comercial de milho transgênico, tolerante a herbicidas. É o primeiro alimento geneticamente modificado cujo plantio foi autorizado no Reino Unido. Na União Européia (UE), apenas a Espanha permitia o plantio de transgênicos. O anúncio foi feito nesta terça-feira pela secretária de Meio Ambiente, Margaret Beckett, segundo a agência Dow Jones.A autorização acontece depois de três anos de estudos e polêmicas, mas a questão ainda é complicada para o governo. Uma série de pesquisas de opinião mostrou que a maioria dos consumidores britânicos se opõe a produtos geneticamente modificados, chamados de "frankenstein foods" por alguns tablóides locais.Estudos contestadosNa semana passada, o Comitê de Auditoria Ambiental da Câmara dos Comuns, do Parlamento britânico, divulgou um relatório dizendo que mais testes deveriam ser realizados antes que o governo permitisse o cultivo comercial de milho transgênico. Segundo o comitê, há falhas nos experimentos realizados pelo governo que comprovariam o impacto do grão na vida selvagem em volta dos campos de teste.A Associação Médica Britânica diz ser improvável que alimentos transgênicos façam mal à saúde, mas ressalta que é preciso que a pesquisa continue para que os consumidores se sintam mais seguros.O governo britânico vai emitir licenças para o plantio do milho transgênico que serão válidas até outubro de 2006. O grão terá de ser cultivado sob as mesmas condições que no plantio experimental.

Agencia Estado,

09 de março de 2004 | 16h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.