Remédio contra ejaculação precoce aumenta o prazer

Cientistas americanos anunciaram segunda-feira, na conferência anual da Associação Urológica dos EUA, que desenvolveram um remédio que combate a ejaculação precoce e aumenta o prazer sexual. Eles cientistas disseram que em testes clínicos realizados, o hidrocloreto de dapoxetina adiou o orgasmo masculino de maneira considerável. De acordo com cientistas da Johnson & Johnson, este é o primeiro remédio que acaba com a ejaculação precoce, um problema que afeta de 27% a 34% dos homens, segundo a associação.Jon Pryor, presidente do Departamento de Cirurgia Urológica da Universidade de Minnesota, disse que o hidrocloreto de dapoxetina "tem um efeito muito rápido e pode ser tomado de uma a três horas antes da relação sexual".No estudo, realizado com 2.614 homens, um grupo que recebeu doses de 30 a 60 miligramas da substância teve um ato sexual três ou quatro vezes mais longo do que outro grupo, que recebeu uma substância inócua.Além disso, "a porcentagem de homens que disse que sua satisfação sexual era de boa a muito boa quase dobrou depois que receberam uma dose de dapoxetina", disse o cientista.Entre as parceiras dos homens que se submeteram ao teste, de 20 a 25% disseram estar satisfeitas em suas relações sexuais antes do uso do remédio.No entanto, esse número subiu para 47% no caso das mulheres cujo parceiro recebeu a dose mais alta de hidrocloreto de dapoxetina.Os testes foram realizadas na Etapa III, que é a última antes do pedido, junto à Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA), da autorização para venda nos Estados Unidos.

Agencia Estado,

24 de maio de 2005 | 00h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.