Réplica do último dinossauro achado no País é apresentada

Animal tinha de 12 a 20 metros e pesava de 12 a 16 toneladas, diz paleontólogo da UFRJ

Fabiana Cimieri, de O Estado de S. Paulo,

24 de setembro de 2008 | 12h20

A réplica científica do que seria o último dinossauro já encontrado no Brasil foi apresentada no começo da tarde desta quarta-feira, 24, no Rio. Batizado de Uberabatitan ribeiroe, ele foi descoberto em 2004 às margens da rodovia BR-050, na área rural de Uberaba (MG). No local foram encontrados 198 ossos identificados como tendo pertencido a três indivíduos dessa mesma espécie. Foto: Fabio Motta/AE Segundo o paleontólogo da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Ismar de Souza Carvalho, o Uberabatitan tinha entre tinha de 12 a 20 metros e pesava de 12 a 16 toneladas. A importância da descoberta está no fato de este ser o titanosauro que teve o maior número de ossos já encontrado no Brasil e no período em que ele viveu: entre o cretácio e o terciário.   "As pistas sobre o ambiente de vida e de morte talvez sejam um achado geológico mais relevante do que o próprio dinossauro", disse Carvalho, acrescentando que, em sua opinião, "grandes mudanças no cenário ecológico podem ter causado a extinção dos dinossauros". Segundo o pesquisador, no local das escavações há indícios de que o período em que esses animais viveram foi caracterizado pela alternância de grandes períodos de seca e chuvas torrenciais.

Tudo o que sabemos sobre:
dinossauro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.