Revap é multada em R$ 210 mil por poluir atmosfera

A Refinaria Henrique Lage (Revap), da Petrobras de São José dos Campos, na região nordeste do Estado de São Paulo, foi multada em R$ 210,442 pela Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental) por emitir, na última terça-feira, fumaça preta na atmosfera e causar danos ao meio-ambiente.A Cetesb está exigindo também que a refinaria envie, no prazo de dez dias a contar do recebimento da notificação, um relatório de medidas de prevenção para evitar novos acidentes.Em uma semana, duas falhas na unidade de processamento de gás de cozinha e gasolina causaram a emissão irregular de fumaça no meio ambiente. Em um dos incidentes, a fumaça atingiu uma escola do bairro Campos, de São José, provocando mal-estar em 30 pessoas. No primeiro incidente, a multa foi de R$ 105 mil.Segundo informações iniciais da refinaria, houve uma falha no sistema operacional na unidade de craqueamento catalítico (processamento de GLP e gasolina). Com o desequilíbrio na unidade houve a queima de gasóleo, produto intermediário no processo de destilação da gasolina e do gás de cozinha, o que causou a fumaça.Até a tarde desta sexta-feira, a Revap ainda não havia sido notificada da multa e das exigências da Cetesb. Segundo a assessoria de imprensa da refinaria, o relatório técnico com as causas do acidente deve ser divulgado na próxima semana.A Revap afirmou que pretende intensificar o treinamento das comunidades que moram ao lado da empresa para que, em caso de novos acidentes, não ocorra pânico e as pessoas saibam como se proteger.

Agencia Estado,

29 de novembro de 2002 | 18h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.