Revista Science adverte para nova possível fraude

Comitê sul-coreano chegou à conclusão preliminar de que artigo 'não contém nenhuma verdade científica'

Carlos Orsi, do estadao.com.br,

03 de março de 2008 | 17h25

Uma das principais publicações científicas do mundo, a revista Science divulgou nesta segunda-feira, 3, uma "manifestação de preocupação" com o conteúdo de um artigo publicado em 2005, chamado A magnetic nanoprobe technology for detecting molecular interactions in live cells.   Nesse trabalho, pesquisadores sul-coreanos, liderados por Tae-Kook Kim, descreviam o uso de partículas magnetizadas para acompanhar a atividade química no interior de células vivas, uma tecnologia que poderia ser útil, por exemplo, para determinar o mecanismo bioquímico preciso de ação de novas drogas.   Segundo a nota divulgada pela Science, um comitê de investigação sul-coreano chegou à conclusão preliminar de que o artigo "não contém nenhuma verdade científica". Os pesquisadores sul-coreanos haviam batizado sua nova tecnologia de "Magic" ("Mágica").   Outro artigo, publicado no periódico Nature Chemical Biology, também sofre investigação. A Science informa que está cooperando com a investigação coreana para "determinar os passos apropriados a serem tomados".   Se confirmada, essa não será a primeira fraude científica perpetrada por pesquisadores sul-coreanos a ir para nas páginas da Science. Em 2004 e 2005, uma equipe da Coréia do Sul anunciou que tinha criado os primeiros embriões humanos clonados e extraído células-tronco destes embriões. Mais tarde, comprovou-se que o estudo, encabeçado por Hwang Woo-suk, tinha sido falsificado.

Tudo o que sabemos sobre:
fraudescience

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.