Rios da região amazônica tendem a secar, diz pesquisador

Os rios da América do Sul podem perder grande volumes de água e até secar por efeito do aquecimento global, advertiu o climatologista argentino Vicente Barros, durante a programação da 10.ª Conferência das Partes da Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-10), realizada em Buenos Aires."Em 50 anos, o aquecimento da América do Sul será tão forte que o volume dos rios será reduzido", disse ele, observando que o fenômeno já é percebido no Chile e na região centro-oeste da Argentina, onde o volume mais baixo dos rios ameaça as economias regionais.A princípio, observou o pesquisador, choverá mais nos próximos dez anos na América do Sul e haverá um aumento do volume dos rios ou, pelo menos, não ocorrerão grandes baixas. Depois disso, advertiu, a tendência será de queda. Prevê-se que a América do Sul terá sua temperatura média elevada em 4 a 5 graus centígrados na região amazônica. leia mais

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.