Risco de câncer cai com eliminação de hormônio

A eliminação de um hormônio do crescimento semelhante à insulina e conhecido como IGF-1, nos primeiros anos da idade adulta, pode prevenir o surgimento do câncer, disseram pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Wake Forest.Em uma apresentação na reunião anual da Sociedade de Endocrinologia em San Diego, no domingo, os cientistas disseram que o risco da doençatambém pode ser reduzido através da eliminação de outras substâncias relacionadas com o crescimento."Os altos níveis de IGF-1 em mulheres antes da menopausa são um alto fator de risco de câncer de mama e de outros tipos da doença", disse William Sonntag, diretor da equipe de cientistas, professor de fisiologia e farmacologia da Escola de Medicina de Wake Forest (Carolina do Norte).Segundo Sonntag, a pesquisa realizada com ratos demonstrou que a redução de IGF-1 diminuiu em aproximadamente 45% o risco de câncer e em 12% a 15% as mortes causadas pela doença.O IGF-1 aumenta o crescimento celular, impede a morte das células e no sangue pode atuar como propulsor de tumores nos primeiros períodos do desenvolvimento do câncer.A eliminação da atividade do IGF-1 em ratos inibe a proliferação de vários tipos de células e cânceres."Os níveis de IGF-1 no sangue podem ser reduzidos através de dietas baixas em calorias, o que poderia ser um mecanismo na relação dieta-câncer", disse o pesquisador."Além de reduzir a incidência de câncer nestes ratos, descobrimos que a eliminação do plasma de IGF-1 pouco após começar a puberdade reduz a incidência de câncer renal e aumenta a longevidade", disse Sonntag.

Agencia Estado,

06 de junho de 2005 | 10h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.