Ritmo de desmatamento na Amazônia cai 50%

Mapeamento feito pelo governo mostra uma redução de 50% no ritmo de desmatamento na Amazônia. Dados do Sistema de Detecção em Tempo Real (Deter), indicam que entre agosto de 2004 e julho de 2005 foram derrubados 9.102 quilômetros quadrados de floresta; entre agosto de 2003 e julho de 2004 a área destruída foi de 18.724 quilômetros quadrados.Os Estados do Pará e Tocantins foram os que registraram maior redução de novas áreas devastadas: 81%. O Mato Grosso teve o pior desempenho: 6 mil quilômetros quadrados, quase dois terços do total registrado em toda a Amazônia.A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, afirmou que os números são estimativas. A taxa oficial de desmatamento deverá ser divulgada no fim do ano, depois da análise de dados de outro sistema de captação, o Prodes.Marina considera, no entanto, que os números do fim do ano deverão confirmar a tendência "clara e significativa" da redução do ritmo de desmatamento, depois de vários anos de crescimento ininterrupto.Ela atribui o resultado ao Plano de Ação para Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia, lançado ano passado. "Dissemos que não faríamos pirotecnia. Agora começamos a colher os frutos das iniciativas", afirmou.   estatísticas sobre florestas

Agencia Estado,

26 de agosto de 2005 | 14h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.