Robô Opportunity bate recorde de durabilidade em Marte

Recorde da sonda Viking 1, de seis anos de 116 dias, foi quebrado nesta quinta-feira, 20

Associated Press

20 Maio 2010 | 16h41

Rastro do Opportunity, deixado sobre dunas marcianas. Divulgação/Nasa

 

Qual o engenho espacial que detém o recorde de sobrevivência na superfície de Marte? A partir desta quinta-feira, a resposta é: o robô Opportunity. Por décadas, a sonda Viking 1, da Nasa, manteve o título, com seis anos de 116 dias de trabalho científico. Agora, o Opportunity, um dos dois robôs que chegaram à superfície marciana em 2004, bateu essa marca.

 

Diferentemente do Viking, que realizou experimentos científicos a partir de uma posição fixa, o Opportunity, com seis rodas e movido a energia solar, manteve-se em movimento, descendo encostas de crateras e analisando rochas.

 

Projetado para durar três meses, o robô já percorreu mais de 18 km e se aproxima da maior cratera de impacto de sua missão, numa jornada que deve levar vários anos.

 

Com o inverno marciano no hemisfério sul, o robô tem alternado períodos de movimento com descanso para recarregar as baterias.

 

"A expectativa é de que o Opportunity continue, e continue e continue", disse o gerente do projeto, John Callas, do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa.

 

O pesquisador Ray Arvidson, que trabalhou com o Viking, está espantado. "Não achei que veria isso durante a minha vida", afirmou.

 

O recorde do Opportunity pode ser derrubado em alguns meses. Spirit, seu "irmão gêmeo", pousou 21 dias antes. Mas a Nasa não sabe se ele ainda está funcionando. O robô, atolado, comunicou-se com a Nasa pela última vez no fim de março, e entrou em modo de hibernação, possivelmente porque o Sol está baixo demais no horizonte para alimentá-lo.

 

Os cientistas esperam pela primavera marciana para determinar se o robô não morreu congelado.

Mais conteúdo sobre:
opportunity marte nasa viking

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.