Romênia declara extinto primeiro foco de gripe aviária

As autoridades romenas declararam hoje extinto o foco de gripe aviária detectado há 36 dias na localidade de Ceamurlia de Jos, no delta do Danúbio, após comprovar a eliminação do vírus H5N1 e a ausência de casos da doença entre seres humanos. O ministro da Agricultura do país, Gheorghe Flutur, ao local onde surgiu o primeiro caso de gripe aviária na Romênia dar a boa notícia ao povoado, que estava em quarentena e foi afetado pela perda de um de seus mais importantes meios de subsistência, a criação de aves. "Todos os exames virológicos feitos com frangos distribuídos pelas granjas do povoado deram negativo", informou o ministro, que ressaltou o comportamento e o estado de saúde normais das aves testadas, semanas após serem levadas para a localidade. O ministro romeno da Agricultura também destacou que em todo o país não foi detectado caso algum de contágio de gripe aviária em seres humanos.Em Ceamurlia de Jos foram sacrificadas dezenas de milhares de aves de granja. Além disso, foram levadas a cabo várias desinfecções. Nas fazendas de maior risco, foram soltos cerca de 150 frangos e galinhas para ver como essas aves reagiam no foco infeccioso. Flutur informou que as autoridades também suspenderam a quarentena e todas as restrições de circulação impostas à população da localidade, embora tenha mantido a ordem para que as aves de granja continuem presas, para que não entrem em contato com as aves migratórias.

Agencia Estado,

11 de novembro de 2005 | 19h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.