Rotação de Saturno está mais lenta do que em 1980

A rotação de Saturno está seis minutos mais lenta do que a medida em 1980. Além disso, intensidade das rajadas elétricas emitidas pelo planeta está entre 10 e 30 vezes maior. Os dados foram obtidos através da sonda Cassini, que está em orbita em torno do planeta desde junho. Os cientistas da Nasa ainda não sabem as causas desta "mudança importante" na velocidade de rotação de Saturno nos últimos 23 anos. Segundo artigo publicado na última edição da Science, é provável que a redução esteja relacionada à inclinação dos eixos magnéticos.A velocidade de rotação é de 10 horas e 45 minutos atualmente. A medição anterior havia sido feita pela sonda Voyager, em 1980.Da mesma forma, os pesquisadores não sabem as razões que levaram a uma intensificação das rajadas elétricas em Saturno, um planeta magnetizado e, por isso, com muitos e complexos fenômenos de ondas de rádio e plasma. Na sua grossa capa gasosa são observados fortes feixes de luz.Atmosfera de TitãA Cassini também enviou dados sobre a atmosfera da lua Titã, demonstrando pela primeira vez que aquele satélite de Saturno tem considerável atividade climática.Segundo os cientistas, até dois meses atrás não se podia observar a existência de nuvens no pólo sul da lua. Já nas imagens obtidas no começo da semana, puderam observar uma mudança total nas condições climáticas do satélite, com presença de vários conjuntos de nuvens na região.Com isso, será possível medir velocidades de vento e circulação atmosférica da área. Pelo o que se sabe até hoje, a Lua Titan é o único satélite natural com atmosfera no Sistema Solar.

Agencia Estado,

17 de dezembro de 2004 | 16h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.