Rússia fez mais voos ao espaço em 2008 que EUA, Japão e ESA

No ano passado, a Rússia lançou 27 foguetes e pôs em órbita 43 naves espaciais, diz a agência espacial do país

EFE,

23 de janeiro de 2009 | 17h42

A Rússia lançou mais missões ao espaço em 2008 que os Estados Unidos, o Japão e a Agência Espacial Europeia (ESA) juntos, informou a Agência Espacial Federal da Rússia, a Roscosmos.   No ano passado, a Rússia lançou 27 foguetes e pôs em órbita 43 naves espaciais, diz nota divulgada pela agência. Já os EUA lançaram 15 foguetes e 17 veículos orbitais, a ESA seis e um e o Japão, um de cada. Já a China, que em 2003 se tornou a terceira potência capaz de mandar seres humanos ao espaço, lançou dez foguetes e 14 naves.   Ao todo, em 2008 o mundo assistiu a 68 lançamentos de foguetes e de 102 naves, tripuladas ou não. A Roscosmos informa ainda ter investido US$ 1,5 bilhão em seu programa espacial civil, menos de 10% do investimento americano, de US$ 17,9 bilhões. A ESA aplicou US$ 4,2 bilhões e o Japão, US$ 1,6 bilhão.   A Rússia diz que dobrará o investimento no programa espacial para 2009, atingindo o nível de investimento apresentado pela URSS em 1989.   A prioridade será a construção de um novo cosmódromo na região do Rio Amur, perto da fronteira com a China. A Rússia pretende retomar a exploração do Sistema Solar, enviando sondas não-tripuladas  à Lua e a Marte antes de 2015.

Tudo o que sabemos sobre:
roscosmosesanasajaxa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.