<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1659995760901982&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Rússia perde satélite militar por falha de foguete

A Rússia perdeu um satélite militar nesta terça-feira devido a uma falha no foguete Molnia-M, que devia colocar o aparelho em órbita, informou Alexsei Kuznetsov, porta-voz das Forças Espaciais da Rússia."O satélite militar não ficou em órbita devido a uma falha nos propulsores do foguete portador", informou Kuznetsov, em entrevista à agência oficial russa, Itar-Tass. O porta-voz explicou que o lançamento do Molnia-M aconteceu às 21h49 (Brasília), na base de Plesetsk, 800 quilômetros ao noroeste de Moscou.A primeira fase do Molnia-M se desprendeu segundo o programa previsto, mas depois os propulsores da segunda etapa falharam e os da terceira foram acionados antes do tempo."Os primeiros 340 segundos do vôo transcorreram normalmente, depois foi perdida a comunicação com o portador e com o satélite", explicou Kuznetsov.O satélite provavelmente caiu na região de Tiumen, na Sibéria, disse ele. Uma comissão militar investigará as causas do acidente. O satélite perdido era destinado a otimizar as comunicações do Ministério da Defesa.

Agencia Estado,

21 de junho de 2005 | 12h08

Selecione uma opção abaixo para continuar lendo a notícia:
Já é assinante Estadão? Entrar
ou
Não é assinante?
Escolha o melhor plano para você:
Sem compromisso, cancele quando quiser
Digital Básica
R$
0, 99
/ mês
No primeiro mês
R$ 8,90/mês a partir do segundo mês
  • Portal Estadão.
  • Aplicativo sem propaganda.
Digital Completa
R$
0, 99
/ mês
No primeiro mês
R$ 18,90/mês a partir do segundo mês
Benefícios Digital Básica +
  • Acervo Estadão 146 anos de história.
  • Réplica digital do jornal impresso.
Impresso + Digital
R$
20, 90
/ mês
No primeiro ano
R$ 56,90/mês a partir do segundo ano
Benefícios Digital Completa +
  • Jornal impresso aos finais de semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.