Rússia suspeita de sabotagem na explosão de foguete

O chefe da Agência Espacial russa disse neste segunda-feira que a explosão de um foguete que transportava um satélite científico no início do mês foi causado por um objeto dentro do tanque de combustível, e que os investigadores consideraram a possibilidade de ter havido um sabotagem.O foguete Soyus-U, que explodiu segundos após a decolagem em 15 de outubro, em uma plataforma de lançamento em Plesetsk, no norte do país, transportava o satélite Foton-M, com instrumentos científicos de várias nações, entre elas Russia e EUA. Um soldado morreu e vários ficaram feridos devido a poderosa onde de choque que ocorreu na plataforma. O chefe da Agência Espacial Russa, Yuri Koptev, disse que um objeto obstrui um tubo de peróxido de hidrogênio, em um dos motores do foguete."Rastros de ferro e cromo, materiais que não foram usados na construção do tubo, foram encontrados nos restos do motor", disse Koptev. "Todas as possíveis causas da explosão estão sendo consideradas, desde um defeito de fabricação até um ato de maldade."

Agencia Estado,

28 de outubro de 2002 | 15h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.