Sacerdote católico é preso por pedofilia no México

Madre acusada de encaminhar crianças para o religioso teria recebido R$ 85 por cada um

Ansa,

13 de janeiro de 2009 | 20h28

Um sacerdote católico foi preso pela polícia mexicana na província de Veracruz, no Golfo do México, sob a acusação de pedofilia. A Procuradoria Geral da Justiça de Veracruz informou que o sacerdote José Jesús Sandoval González é acusado de abusar "de vários internos" de um orfanato no município de Boca del Río.  Segundo informações divulgadas nesta terça-feira pela polícia, agentes de Justiça também procuram uma mulher conhecida como "Madre Martha", que estaria envolvida nos crimes.  "Madre Martha" é indicada como a pessoa que "levava sempre" as crianças à residência do padre pedófilo, recebendo 500 pesos em troca, equivalente a cerca de R$ 85.  A polícia afirma que as crianças eram levadas para o sacerdote sob o argumento de que se confessariam.  No entanto, o padre Sandoval González aproveitava os momentos a sós para abusar sexualmente das crianças do orfanato.  O subprocurador de Veracruz, José Luís Peri, informou ainda que a prisão do sacerdote ocorreu "exatamente quando estava tentando fugir".  A Igreja Católica condenou as ações do sacerdote e pediu que as autoridades punam os responsáveis.  A prisão do padre pedófilo acontece um dia antes do início do VI Congresso Mundial das Famílias, que será realizado de 14 a 18 de janeiro na Cidade do México.

Tudo o que sabemos sobre:
religiãopedofilia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.